metodologia waterfall gestão de projetos

A metodologia Waterfall na Gestão de Projetos

Um dos fatores que podem influenciar profundamente a entrega do produto final ao cliente é a metodologia de gestão de projeto utilizada durante a execução do mesmo. Hoje vamos conhecer um pouco mais a metodologia “Waterfall”.

A metodologia Waterfall, ou “cascata” em Português, é considerada a forma mais tradicional de gestão de projetos. Nesta metodologia todas as etapas são seguidas de forma sequencial. As fases básicas geralmente são de definição de requisitos, planeamento, execução e validação, variando consoante o tipo de iniciativa.

Este modelo só permite que o projeto avance quando uma fase está inteiramente completa. Voltar atrás para completar algumas etapas, saltar ou sobrepor atividades não é permitido. Além disso, no Waterfall os requisitos são totalmente definidos no início do projeto e geralmente sofrem pouca ou nenhuma alteração durante sua execução.

A metodologia Waterfall pode não garantir bons resultados quando o projeto é muito complexo ou de longa duração. Caso se perceba que a probabilidade dos requisitos mudarem é média ou grande, o ideal é adotar métodos mais flexíveis de gestão, que permitam mudanças a cada etapa sem grandes impactos no custo, prazo e qualidade. No entanto, os projetos em que os requisitos são muito claros e que dificilmente serão alterados no tempo podem fazer um bom uso da metodologia.

O método Waterfall é bastante rígido e pode trazer excelentes resultados para alguns tipos de projeto. Uma de suas principais vantagens é que, para que o planeamento seja feito, é necessário avaliar e estruturar as etapas com antecedência e prever os mais variados cenários. Esse trabalho minucioso de desenhar a execução permite que os prazos e custos sejam mais previsíveis. Além disso, o projeto torna-se mais fácil em termos de gestão, já que as suas fases estão bem especificadas.

Com etapas tão bem definidas, claras e sequenciais, os projetos em Waterfall são mais claros para a equipa e o fluxo das atividades é mais organizado.

Apesar disto, a metodologia Waterfall apresenta algumas desvantagens, muito em parte pela sua rigidez. Neste metodologia, quando uma etapa for concluída, a opção de voltar atrás e refazer parte do trabalho implica elevados custos e os resultados são apresentados somente após a conclusão do projeto. Outra das grandes desvantagens  é a dificuldade em determinar, inicialmente, todos os requisitos necessários para o projeto. Muitas vezes o cliente e os programadores apenas percebem numa fase mais avançada que poderiam ter feito escolhas melhores na fase inicial, mas com a rigidez imposta pelo método é difícil contornar esse problema.

Gostou deste artigo? Gostaria de saber mais? Precisa da nossa ajuda neste tópico? Contacte-nos!

    Related Posts

    Leave a comment